touro nelore po

Nelore Fest premia personalidades que fizeram a diferença para a pecuária nacional

Notícias | Deixe um comentário

Na noite em que foram premiados criadores com mais de quatro décadas na pecuária, também foram homenageados pecuaristas com menos de 10 anos de seleção.

A 14ª edição do evento reuniu a cadeia produtiva da carne e premiou personalidades que fizeram a diferença para a pecuária nacional. O evento mostrou como a troca de experiência entre gerações tem ajudado a desenvolver a raça. Na noite em que foram premiados criadores com mais de quatro décadas na pecuária, também foram homenageados pecuaristas com menos de 10 anos de seleção.

Na categoria que premia neloristas que contribuíram para o desenvolvimento da pecuária e servem de modelo para os criadores, o premiado foi Fernando Penteado Cardoso, que aos 99 anos continua em atividade. O agrônomo e pecuarista recebeu o Nelore de Ouro na categoria criador modelo e foi aplaudido de pé. Já Aprígio Lopes Xavier, um dos idealizadores do ranking nacional, foi homenageado pelos 20 anos de criação do ranking.

Representando a nova geração do nelore, com seis anos de criação e cinco de ranking, Paulo Trindade Júnior está à frente da Fazenda Nova Trindade, que em pouco tempo se tornou referência nas pistas do Brasil.

E os melhores do ranking nacional 2012/2013 subiram ao palco para receber os troféus mais disputados do ano. A criadora Dalila Botelho Toledo conquistou, mais uma vez, os títulos de melhor criador e expositor nelore mocho. Já a agropecuária Vila dos Pinheiros levou pra casa o troféu de melhor expositor nelore.

E a Rima Agropecuária conquistou pela primeira vez o único título que ainda faltava para a coleção de prêmios da seleção: medalha de ouro na categoria melhor criador nelore.

Fonte da informação: RuralBR

 

File photo of worker arranging slaughtered cattle in the freezing room of the Marfrig Group slaughter house in Promissao

Bahia começa a abater bovinos procedentes de Pernambuco

Notícias | Deixe um comentário

Salvador – O Matadouro Frigorífico Abatal, Abatedouro Almeida Ltda., recebeu o certificado de adequação ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi) durante a 26º Fenagro, no Parque de Exposições de Salvador. O abatedouro seguiu as exigências sanitárias legais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Adab) e os bovinos oriundos de Petrolina passam a ser abatidos em Juazeiro. Com o Sisbi a indústria tem a possibilidade de inserção dos estabelecimentos baianos nos mercados consumidores altamente competitivos nas Unidades da Federação.

“Este sistema permite aos serviços de inspeção Estadual e Municipal a equivalência com o Serviço de Inspeção Federal (S.I.F), ampliando o comércio interestadual de produtos de origem animal da Bahia nas diversas escalas de produção em todo o país”, explicou o diretor-geral da Adab, Paulo Emílio Torres. “Todos os procedimentos de defesa contribuem para a segurança e o desenvolvimento da atividade que, com a garantia da sanidade, podem ser comercializados no mundo todo”, acrescentou.

Para garantir o ingresso da Abatal ao Sisbi, a Adab realizou auditorias no estabelecimento, avaliando procedimentos de serviço, documentos e planilhas. Também foram realizados treinamentos com o quadro funcional, bem como cursos em parceria com o Ministério da Agricultura com o propósito de harmonizar e padronizar os procedimentos de inspeção. Para o presidente da Abatal, José Antônio Almeida, aderir ao Sisbi foi uma conquista para a indústria baiana. “Em um ano conseguimos atender às normas e exigências técnicas para a qualidade do produto cárneo e, a partir de agora, nosso foco também é o mercado pernambucano”, disse José.

Hoje a Bahia conta com 34 matadouros inspecionados, sendo 10 pelo SIF e 24 pelo SIE, entre iniciativa pública e privada, com previsão de 20 novas indústrias para 2014. “Infelizmente não temos como colocar um matadouro em cada município, por isso o Governo do Estado busca atender as macrorregiões, sempre apoiado pelo projeto Entreposto Frigorífico Modular”, explicou o secretário de Agricultura, Eduardo Salles durante a entrega do certificado ao presidente da Abatal.

Fonte da Noticia. Jornal da midia.com

Cows

Exportação de carne bovina da Austrália terá recorde com demanda chinesa

Notícias | Deixe um comentário

SYDNEY, 10 Dez (Reuters) – As exportações da carne bovina da Austrália devem subir 7 por cento na atual temporada 2013/14, para um recorde, satisfazendo o apetite da China, segundo previsão de um instituto australiano.

Com isso, a Austrália se consolida como o maior fornecedor de carne bovina para a China, disse o Escritório Australiano de Ciências e Economia da Agricultura e Recursos (Abares, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

Mas o terceiro maior exportador mundial de carne bovina pode ver uma desaceleração de sua produção na próxima temporada, com o número de bovinos caindo para uma mínima de quatro anos por conta de uma seca.

O Abares estimou exportações de carne bovina de 1,085 milhão de toneladas na atual temporada, alta de 7 por cento ante um ano antes.

O aumento da demanda da China, onde se espera que o consumo da carne bovina australiana salte 74 por cento ante um ano atrás, deverá liderar o crescimento das exportações.

A China vai consumir 160 mil toneladas de carne bovina da Austrália nesta temporada, tornando-se o terceiro maior consumidor de carne bovina do país, disse a entidade.

(Reportagem de Colin Packham)

exportações de carne bovina em alta

Exportações continuam fortes e arroba passa o mês em alta.

Notícias | Deixe um comentário

Novembro vai “passando da tela” com o mercado físico do boi gordo firme nas principais praças pecuárias do país. O mês começou com o Indicador Cepea valendo R$ 107,72 e um viés um tanto quanto pessimista para o mercado, com expectativa de entrada de maior volume de animais de cocho. No entanto a mesma não se confirmou, uma vez que as ofertas foram pequenas e o boi “só fez subir” ao longo do mês.

De fato, e não é novidade alguma, as exportações foram o carro chefe do mercado, mais uma vez trabalhando em níveis recordes de volume de carne embarcada. Além disso a entrada da primeira parcela do 13º salário favoreceu o consumo de carne, dando suporte a alta da arroba ao longo do mês. Segundo o CEPEA o preço médio negociado da arroba em São Paulo na sexta-feira foi de R$ 108,89, o que representa uma alta de R$ 1,17 no mês.

O volume de carne disponível no mercado ainda é pequeno, o que tem levado o preço do boi casado a operar em níveis que variam entre R$ 7,00 e R$ 7,10/kg, dando margem para que várias unidades frigoríficas do Estado paguem R$ 110,00 vista livre em São Paulo.

Para dezembro é esperada uma diminuição da oferta de animais de confinamento, por todas as pesquisas que mostraram que a concentração de cocho em dezembro é menor que novembro e outubro. Por outro lado algumas formas novas de pasto em alguns Estados já permite que o gado engorde a contento, dando margem para o pecuaristas estudar se vale a pena vender nesses patamares ou não.

Enquanto isso em São Paulo os preços praticados estão na faixa de R$ 108,00 a R$ 110,00 vista e no Mato Grosso do Sul entre R$ 104,00 e R$ 106,00 vista.

Mercado futuro:

Com o cenário traçado do mercado físico, o mercado futuro também operou em alta ao longo do mês, com destaque para o BGIZ13 (boi gordo vencimento dezembro), que subiu R$ 3,00 no período, saindo de R$ 106,09 no começo do mês para R$ 109,09 na data de hoje.

Se no dia 1º ele era negociado a R$ 1,63/@ abaixo do Indicador CEPEA, hoje ele é negociado R$ 0,20 acima, o que mostra a expectativa de reversão nos preços e um sentimento de mercado mais firme até o final do ano. Aliás em se olhando para frente o mercado tem precificado uma safra de 2014 como um todo bem firme, uma vez que o contrato BGIK14 (maio/14) está sendo negociado acima de R$ 105,00 vista na Bolsa. Se considerarmos que estamos com o Cepea a aproximadamente R$ 109,00 vista, isso mostra que o mercado espera que a arroba caia no máximo R$ 4,00 até maio.

Tudo isso pode mudar, de acordo com a oferta e demanda futura, mas de fato para o momento o que se observa é que não existe interesse sequer de hedger de venda para o BGIK14, o que mostra que ele pode alcançar patamares maiores mais para frente. Já o vencimento BGIV14 (out/14) é negociado na faixa de R$ 111,00 vista livre.

Por Rodrigo Brolo
Engenheiro Agrônomo pela Esalq/USP e Broker de Commodities na Terra Investimentos.

Fonte da noticia: Portal Beef Point

Boi-gordo

Mercado do boi gordo com preços firmes no fechamento da semana

Notícias | Deixe um comentário

Mercado firme. No fechamento da semana passada (22/11), houve alta em seis praças pecuárias para o boi gordo. O preço não caiu em nenhuma.

Destaque para Minas Gerais, onde os preços subiram no Triângulo Mineiro (pelo segundo dia consecutivo) e no Sul do estado, para R$103,00/@ e R$100,00/@, à vista, respectivamente.

Em São Paulo, preços estáveis, sendo que existem ofertas de compra até R$1,00/@ acima da referência à vista, em R$108,00/@. A escala média de abate atende entre quatro e cinco dias úteis.

No mercado atacadista de carne bovina com osso não houve alterações de preços no fechamento da semana.

Em sete dias, a alta para o boi casado de animais castrados foi de 0,3%, cotado atualmente em R$6,90/kg.

Fica a expectativa quanto às vendas na última semana, conforme se aproxima o final do mês.

Fonte da noticia: Scot Consultoria

carne-bovina-in-natura

Em outubro foram embarcados US$539,2 milhões em carne bovina in natura

Notícias, Sem categoria | Deixe um comentário

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações de carne bovina in natura somaram US$539,2 milhões em outubro, aumento de 7,4% em relação a setembro e de 11,0%, frente ao mesmo mês de 2012.

Foram embarcadas 118,6 mil toneladas métricas, quantidade 5,8% maior que em setembro e 17,8% acima do observado no mesmo mês do ano passado.

Este foi o maior volume exportado desde junho de 2007, quando foram vendidas 138,2 mil toneladas de carne bovina in natura.

Apesar de corresponderem, em média, a menos de um quinto da produção, as exportações têm colaborado com o escoamento da carne e com o cenário de preços firmes observado no mercado do boi gordo ao longo de 2013.

Por: Hyberville Neto

Fonte: Scot Consultoria

 

carnes no varejo

Carne bovina continua subindo no comércio varejista

Notícias | Deixe um comentário

Contrariando o ocorrido no atacado, o mercado varejista registrou alta nos preços da carne bovina na última semana.

Em São Paulo, considerando-se todos os cortes pesquisados pela Scot Consultoria, houve valorização de 0,7% em sete dias. Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro apontam incrementos de 1,0%, 1,1% e 0,7%, respectivamente.
O consumo na ponta final da cadeia está enfraquecido, influenciado principalmente pelos altos patamares de preços e pelo período do mês, quando a população está mais descapitalizada.

No entanto, os supermercados tentam recuperar a margem de comercialização.
Além disso, espera-se um incremento na demanda em curto prazo, devido ao maior fluxo de dinheiro com a população, gerado por contratações temporárias e décimos terceiros salários.
O quadro deve dar firmeza ao mercado em curto prazo.

Fonte da noticia: Maisa Modolo Vicentin

Scot Consultoria

chuvas-e-trovoadas

INMET prevê trovoada no Centro-Oeste, Norte e Sudeste

Notícias | 1 Comentário

INMET prevê trovoada no Centro-Oeste, Norte e Sudeste

Devem ocorrer trovoadas em vários estados nesta sexta-feira, 18 de agosto. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) é de tempo nublado nas quatro regiões do Brasil.

O dia pode ser nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas em Goiás, Mato- Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. A temperatura mínima no Centro-Oeste será de 17°C e a máxima de 36°C. No Norte, o tempo será encoberto com pancadas de chuva e trovoadas no Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Mínima de 19°C e máxima de 38°C.

Pode chover no litoral e mata da Paraíba, centro/leste de Pernambuco, centro/norte do Piauí, oeste do Maranhão, em Alagoas e de Sergipe. O dia será nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva na Bahia, metropolitana e mata em Pernambuco, centro/norte o Piauí e Ceará. Demais áreas parcialmente nublado a nublado. A temperatura máxima do Nordeste pode chegar a 40°C e a mínima a 16°C.

O dia na região Sul deve ser nublado com chuva no leste do Paraná, Alto Uruguai, Missões e planalto médio no Rio Grande do Sul e leste de Santa Catarina. Parcialmente nublado nas demais áreas. Mínima de 6°C e máxima de 28°C.

A temperatura mínima na região Sudeste deve ser de 10°C e a máxima de 32°C. A expectativa é de tempo nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas em São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Fonte: MAPA.

febre_aftosa_vacinação

Segunda etapa de vacinação contra aftosa começa em Roraima

Notícias | 1 Comentário

O estado de Roraima abre a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa nesta terça-feira, 1º de outubro. A campanha começa em Rondônia no dia 15 deste mês, mesma data do início da fase única no Amapá. Nos demais estados, exceto no Piauí, a imunização dos rebanhos será em novembro.

A vacinação de todo o rebanho de bovinos e bubalinos será no Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo. Já a imunização em animais com idade abaixo de 24 meses está prevista na Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins. Algumas localidades desses estados têm datas diferenciadas (clique aqui para consultar o calendário completo).

Os serviços veterinários oficiais têm 30 dias após o final do prazo para encaminhar ao MAPA relatório das atividades da campanha contra a enfermidade. A expectativa do Ministério da Agricultura é que 150 milhões de cabeças sejam vacinadas nesta nova etapa.

Atualmente, o Brasil reconhece como zona livre de febre aftosa com vacinação áreas de 22 estados (sendo sete do Nordeste e o Pará apenas em 2013) e o Distrito Federal. A campanha e todo trabalho realizado pelo governo são fundamentais para impedir a reintrodução da doença no território. Santa Catarina não está no calendário por ser zona livre de aftosa sem vacinação.

Fonte: MAPA.  2 de outubro de 2013.

circuito-feicorte-2013

Transformação e novas formas de comercialização da pecuária de RO são temas do circuito feicorte nft/T

Notícias | Deixe um comentário

Rondônia recebe na próxima semana a 4ª Etapa do Circuito Feicorte NFT. O evento, que vem percorrendo as principais capitais pecuárias do Brasil para levar informação, discussão e tecnologia a fim de aprimorar a eficiência na produção e comercialização da carne, ocorre nos dias 3 e 4 de outubro, no Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná (RO).
Em dois dias de workshop, a eficiência será discutida sob diversas óticas: nutrição, genética, gestão, mercado, influência do clima da pecuária, pastagens, bem-estar animal, tipificação de carcaça, entre outros. Dentro da programação desta edição,uma das novidades é a apresentação do tema “Transformação da pecuária em Rondônia e novas formas de comercialização”, que será ministrado por uma mulher que faz parte do time que não tira o olho da boiada e nem da lavoura. A pecuarista Carla de Freitas, que administra a Agropecuária Bela Vista, na região de Chupinguaia (RO), abordará o potencial e as oportunidades que Rondônia possui para o desenvolvimento da pecuária no estado.
Com um rebanho de mais de 12 milhões de cabeças, a pecuária de Rondônia cresceu 190% nos últimos dez anos,levando o Estado a ocupar o 7º lugar no ranking dos maiores rebanhos do País e o 2º lugar no ranking da região Norte.
A produção de carne bovina se tornou o principal item de exportação do Estado, sendo responsável por 60% do faturamento, colocando Rondônia em 4º lugar no ranking de Estados exportadores, segundo dados da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Para Carla de Freitas, que administra a Agropecuária Bela Vista, Rondônia possui inúmeras qualidades que podem ser potencializadas.“A vegetação, o clima e a pluviosidade tornaram a terra adequada, tanto para o plantio quanto para a criação de gado. Rondônia pode oferecer todas as condições necessárias à prática profissional e a aplicação de alta tecnologia agropecuária”, explica. Além disso, a pecuarista considera a integração Lavoura-Pecuária de suma importância para a transformação e crescimento
da atividade no estado. “A integração Lavoura-Pecuária é uma tecnologia que vai revolucionar a agricultura tropical
como um todo. Uma vez incorporada ao dia a dia de pecuaristas e agricultores brasileiros, esta integração será responsável
pela diminuição da demanda por terras, ajudando a preservar nossas florestas e matas nativas”, conclui.
Além das palestras, o Circuito Feicorte terá uma feira de negócios com cerca de 30 empresas de referência em diversos
segmentos da pecuária: frigoríficos, saúde,nutrição, pastagens, instituição financeira,
associação de classe, rastreabilidade, software, irrigação, equipamentos e cercas.“O objetivo do Circuito Feicorte é levar
informação, tecnologia e discussão para mais perto do produtor, onde efetivamente ele está.
A pecuária em Rondônia possui uma importante representatividade e certamente poderá crescer mais com investimentos
em tecnologias para buscar mais eficiência”, afirma a gerente do Agrocentro, uma das realizadoras do Circuito Feicorte, Carla Tuccilio. O evento vem percorrendo desde 2012 alguns dos principais polos de pecuária pelo Brasil. Este ano já passou por Cuiabá (MT),
Palmas (TO), Campo Grande (MS) com a participação de 4 mil pessoas e depois de Ji Paraná segue para Paragominas (PA).
Sobre o Circuito Feicorte NFT O Circuito Feicorte NFT é uma iniciativa do Agrocentro (que promove a Feicorte –
Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne – em São Paulo há 19 anos) e a Nutrition for Tomorrow Alliance (aliança
de marketing cooperativado formada por empresas da cadeia de proteína animal).
As três primeiras etapas realizadas em 2013 – Cuiabá (MT) em março, Palmas(TO) em maio e Campo Grande (MS) em
julho – reuniram quase 4 mil participantes. Depois de Ji Paraná, a última etapa dessa edição do evento será em Paragominas (PA).
Na primeira edição do Circuito Feicorte NFT em 2012 foram promovidas quatro etapas regionais (MT, BA, GO e MS), com a
participação de 4 mil pessoas, representando mais de 17 milhões de cabeças de gado.

Fonte da Noticia: Jornal Agroin Agronegócios