Notícias Archives - Página 9 de 11 - Sementes Agromax

bezerro

BOI/CEPEA: Bezerro, arroba e carne são negociados em patamares recordes nominais

Notícias | 1 Comentário

Os preços do bezerro, da arroba do boi gordo e da carne têm subido no mercado brasileiro, atingindo novos patamares recordes nominais, segundo dados do Cepea. Para o bezerro, o Indicador ESALQ/BM&F Bovespa (animal nelore, de 8 a 12 meses, Mato Grosso do Sul) acumula forte alta de 11,51% na parcial deste ano (até o dia 19), fechando a R$ 979,05 nessa quarta-feira, 19. Esse é o maior patamar nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 2000. Em termos reais (valores deflacionados pelo IGP-DI de fevereiro/14), a média da parcial de março, de R$ 922,76, é a maior desde junho de 2010, quando o preço real foi de R$ 925,25. No mercado de boi gordo, com seguidos recordes nominais, o Indicador ESALQ/BM&F Bovespa (estado de São Paulo) acumula alta de 10,03% neste ano, encerrando essa quarta-feira a R$ 126,28, também o maior, em termos nominais, da série histórica do Cepea, iniciada, neste caso, em 1997 (CDI). A elevação no preço em 2014, inclusive, é uma das maiores registradas para o período, considerando-se toda a série, atrás somente da verificada em igual intervalo de 1999, quando o Indicador subiu 11,3%. Em termos reais, a média parcial do Indicador do boi de março, de R$ 123,14 é a mais alta desde dezembro de 2010, quando foi de R$ 124,33. No mercado atacadista de carne com osso, a carcaça casada bovina negociada na Grande São Paulo se valorizou 6,05% neste ano, cotada a R$ 8,24/kg nessa quarta-feira – o maior patamar nominal de toda a série histórica do Cepea para este produto (iniciada em 2001) foi observada nessa terça-feira, 18, de R$ 8,32/kg. Em termos reais, a média de março, de R$ 8,13/kg, é a maior desde novembro de 2010, que foi de R$ 8,57/kg. Segundo pesquisadores do Cepea, as fortes altas registradas ao longo dos últimos meses decorrem da oferta restrita, resultado da dificuldade para recuperação das pastagens, em decorrência da seca, e consequente engorda dos animais.  (Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br ).

Gado no pasto Brachiarão Semente Agromax

Dificuldade na Compra de Bovinos Terminados

Notícias | Deixe um comentário

Mercado do boi gordo firme e em alta.

Em São Paulo, as escalas de abate atendem de dois a quatro dias úteis. Programações mais longas são exceções e acompanhadas de falhas.

A referência para a arroba do boi gordo no estado está em R$124,00/@, à vista, sendo que alguns negócios ocorrem por até R$3,00/@ a mais, nas mesmas condições.

Foram verificados negócios pontuais com boiadas de confinamento, geralmente em preços acima da referência.

A oferta está escassa, fator de pressão altista para a arroba. Este cenário é uniforme em todas as regiões produtoras.

O mercado atacadista de carne com osso está estável. O boi casado de animais castrados está cotado em R$8,19/kg.

Com estoques regulares e a redução do ritmo das vendas esta semana, é possível que as altas percam força.

Por: Fernando Amadio

Fonte da noticia: Scot Consultoria

Foto: Pasto de cliente Sementes Agromax enviado por Luciano Almeida Viana – Leiloeiro Rural

GADO NELORE

Boi Gordo inicia a Semana em Alta

Notícias | Deixe um comentário

Início de semana com mercado firme, reflexo da pressão altista dos últimos dias. As referências de preço para o boi gordo subiram em treze das trinta e uma praças pecuárias pesquisadas.

O ritmo de negócios foi lento em São Paulo nesta manhã, como é de costume para as segundas-feiras.

A escala de abate média no estado atende entre três e quatro dias úteis. A maioria dos frigoríficos ainda fecha a programação desta semana. Outra questão é que as escalas, quando mais longas, apresentam falhas ou pulos.

O preço referência está em R$118,00/@, à vista. Existem negócios tanto acima como abaixo deste valor, sendo que nos preços mais baixos o volume dos lotes é menor.

Com a abertura do diferencial de base nas praças vizinhas a São Paulo, os frigoríficos têm aproveitado as oportunidades de compra fora do estado.

Analisando as praças com altas, destaque para o Mato Grosso do Sul e Pará. Neste último estado, as recentes chuvas têm atrapalhado os embarques, situação contrária à grande parte do Centro-Sul, com chuvas escassas nas últimas semanas.

No mercado atacadista de carne bovina com osso, houve alta puxada pelas peças do dianteiro, com demanda aquecida. No panorama geral, os estoques estão baixos.

Mercado do Boi gordo em alta

Arroba do Boi Vai a R$ 120 e Tem Preço Recorde

Notícias | Deixe um comentário

A arroba de boi gordo atingiu R$ 120 ontem no mercado paulista, o maior valor nominal já registrado pelo produto. O aumento ocorre devido à dificuldade que os frigoríficos têm de encontrar bois prontos para o abate.
A menor oferta de gado ocorre exatamente em um momento de demanda aquecida, tanto internamente como externamente, segundo José Vicente Ferraz, diretor técnico da Informa Economics FNP.
A demanda interna, puxada pela baixa taxa de desemprego e pelo aumento de renda dos consumidores, tem sido importante na manutenção dos preços da carne.
Além disso, a sustentação da cotação da arroba vem ainda das exportações, que estão em patamares recordes, diz o diretor da Informa.
Ferraz afirma que essa alta de preços vem sendo construída há vários anos. A baixa rentabilidade da pecuária, mesmo com os preços atuais, levou muitos pecuaristas a arrendar parte de suas fazendas para produtores de grãos.
Previa-se que, com a menor área destinada à pecuária, o setor conseguisse uma produtividade maior, compensando a redução de área.
Paulatinamente se confirmou que a oferta abundante de gado pronto para abate não ocorreu, pressionando os preços do mercado.
O setor está obtendo aumento de produtividade, mas a um ritmo menor do que se esperava, na avaliação de Ferraz.
Olhando para frente, o diretor da consultoria ainda tem dúvidas sobre a recuperação da pecuária. Mesmo nos patamares atuais, o preço do boi não remunera adequadamente o pecuarista.
Diante desse cenário, os investimentos no setor não deslancham porque outra áreas, como a da soja, têm rentabilidade bem maior.
É difícil quantificar o quanto, mas Ferraz diz que boa parte dessa redução atual da oferta de gado provém da perda de áreas e de rentabilidade do setor.
Ao registrar R$ 120, a arroba de boi teve uma valorização de 25% nos últimos 12 meses. Apesar desse ser o maior valor nominal, o preço da arroba já chegou a R$ 135 há cinco anos, quando os valores são corrigidos pelo
IGP-DI, diz Ferraz.
Enquanto o preço da carne bovina sobe, os da suína e da de frango estão em queda.

Fonte da Noticia: Folha de São Paulo

 

Plantacao-de-Soja

USDA Mantém Estoques de Soja dos EUA e Aumenta Exportações

Notícias | Deixe um comentário

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou, nesta segunda-feira (10), seu novo relatório mensal de oferta e demanda. O boletim trouxe as mesmas projeções para os estoques de soja dos Estados Unidos, porém, aumentaram a projeção para as exportações norte-americanas. No caso do milho, aumentaram os números das exportações e, em contrapartidas, os estoques recuaram.

Soja EUA – Os estoques finais de soja dos Estados Unidos foram mantidos em 4,08 milhões de toneladas, mesmo número do boletim de janeiro. As exportações, por outro lado, subiram de 40,69 milhões de toneladas para 41,1 milhões. Os números de produção e produtividade da safra 2013/14 foram mantidos, bem como o volume destinado ao esmagamento, de 46,27 milhões de toneladas.

Soja Mundo – No cenário mundial, o departamento trouxe um número maior para a colheita mundial, passanode 286,83 milhões para 287,69 milhões de toneladas. Os estoques globais, por sua vez, aumentaram também, nesse caso de 72,33 milhões para 73,01 milhões de toneladas.

O USDA aumentou ainda sua projeção para a safra brasileira de soja de 89 milhões para 90 milhões de toneladas. A safra argentina, por outro lado, caiu de 54,5 milhões de toneladas para 54 milhões. Os números da China foram mantidos em 12,2 milhões de toneladas de produção e 69 milhões de toneladas das importações.

Mercado do Boi gordo

A Semana Encerrou com Preços Firmes no Mercado do Boi gordo

Notícias | Deixe um comentário

O mercado do boi encerrou a semana com preços em alta na última sexta-feira (7/2). Houve variações positivas nas referências para o boi gordo em nove praças pecuárias.

Em São Paulo a referência subiu e está em R$116,00/@, à vista. Existem negócios pontuais em até R$2,00/@ acima desses valores.

As programações de abate dos frigoríficos paulistas atendem, em média, quatro dias úteis. As programações mais longas apresentam falhas.

Em Mato Grosso do Sul houve alta nos preços das três praças pecuárias. Em Dourados-MS ocorrem negócios pontuais em até RS110,00/@, à vista.

No mercado atacadista de carne com osso, nova alta. O boi casado de animais castrados está cotado, em média, em R$7,47 o quilo. É o maior valor nominal já registrado para a carcaça.

Com a proximidade da segunda quinzena de fevereiro a demanda pode esfriar, o que deve pressionar as cotações da carne.

Fonte da noticia: Scot Consultoria

 

touro nelore po

Nelore Fest premia personalidades que fizeram a diferença para a pecuária nacional

Notícias | Deixe um comentário

Na noite em que foram premiados criadores com mais de quatro décadas na pecuária, também foram homenageados pecuaristas com menos de 10 anos de seleção.

A 14ª edição do evento reuniu a cadeia produtiva da carne e premiou personalidades que fizeram a diferença para a pecuária nacional. O evento mostrou como a troca de experiência entre gerações tem ajudado a desenvolver a raça. Na noite em que foram premiados criadores com mais de quatro décadas na pecuária, também foram homenageados pecuaristas com menos de 10 anos de seleção.

Na categoria que premia neloristas que contribuíram para o desenvolvimento da pecuária e servem de modelo para os criadores, o premiado foi Fernando Penteado Cardoso, que aos 99 anos continua em atividade. O agrônomo e pecuarista recebeu o Nelore de Ouro na categoria criador modelo e foi aplaudido de pé. Já Aprígio Lopes Xavier, um dos idealizadores do ranking nacional, foi homenageado pelos 20 anos de criação do ranking.

Representando a nova geração do nelore, com seis anos de criação e cinco de ranking, Paulo Trindade Júnior está à frente da Fazenda Nova Trindade, que em pouco tempo se tornou referência nas pistas do Brasil.

E os melhores do ranking nacional 2012/2013 subiram ao palco para receber os troféus mais disputados do ano. A criadora Dalila Botelho Toledo conquistou, mais uma vez, os títulos de melhor criador e expositor nelore mocho. Já a agropecuária Vila dos Pinheiros levou pra casa o troféu de melhor expositor nelore.

E a Rima Agropecuária conquistou pela primeira vez o único título que ainda faltava para a coleção de prêmios da seleção: medalha de ouro na categoria melhor criador nelore.

Fonte da informação: RuralBR

 

File photo of worker arranging slaughtered cattle in the freezing room of the Marfrig Group slaughter house in Promissao

Bahia começa a abater bovinos procedentes de Pernambuco

Notícias | Deixe um comentário

Salvador – O Matadouro Frigorífico Abatal, Abatedouro Almeida Ltda., recebeu o certificado de adequação ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi) durante a 26º Fenagro, no Parque de Exposições de Salvador. O abatedouro seguiu as exigências sanitárias legais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Adab) e os bovinos oriundos de Petrolina passam a ser abatidos em Juazeiro. Com o Sisbi a indústria tem a possibilidade de inserção dos estabelecimentos baianos nos mercados consumidores altamente competitivos nas Unidades da Federação.

“Este sistema permite aos serviços de inspeção Estadual e Municipal a equivalência com o Serviço de Inspeção Federal (S.I.F), ampliando o comércio interestadual de produtos de origem animal da Bahia nas diversas escalas de produção em todo o país”, explicou o diretor-geral da Adab, Paulo Emílio Torres. “Todos os procedimentos de defesa contribuem para a segurança e o desenvolvimento da atividade que, com a garantia da sanidade, podem ser comercializados no mundo todo”, acrescentou.

Para garantir o ingresso da Abatal ao Sisbi, a Adab realizou auditorias no estabelecimento, avaliando procedimentos de serviço, documentos e planilhas. Também foram realizados treinamentos com o quadro funcional, bem como cursos em parceria com o Ministério da Agricultura com o propósito de harmonizar e padronizar os procedimentos de inspeção. Para o presidente da Abatal, José Antônio Almeida, aderir ao Sisbi foi uma conquista para a indústria baiana. “Em um ano conseguimos atender às normas e exigências técnicas para a qualidade do produto cárneo e, a partir de agora, nosso foco também é o mercado pernambucano”, disse José.

Hoje a Bahia conta com 34 matadouros inspecionados, sendo 10 pelo SIF e 24 pelo SIE, entre iniciativa pública e privada, com previsão de 20 novas indústrias para 2014. “Infelizmente não temos como colocar um matadouro em cada município, por isso o Governo do Estado busca atender as macrorregiões, sempre apoiado pelo projeto Entreposto Frigorífico Modular”, explicou o secretário de Agricultura, Eduardo Salles durante a entrega do certificado ao presidente da Abatal.

Fonte da Noticia. Jornal da midia.com

Cows

Exportação de carne bovina da Austrália terá recorde com demanda chinesa

Notícias | Deixe um comentário

SYDNEY, 10 Dez (Reuters) – As exportações da carne bovina da Austrália devem subir 7 por cento na atual temporada 2013/14, para um recorde, satisfazendo o apetite da China, segundo previsão de um instituto australiano.

Com isso, a Austrália se consolida como o maior fornecedor de carne bovina para a China, disse o Escritório Australiano de Ciências e Economia da Agricultura e Recursos (Abares, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

Mas o terceiro maior exportador mundial de carne bovina pode ver uma desaceleração de sua produção na próxima temporada, com o número de bovinos caindo para uma mínima de quatro anos por conta de uma seca.

O Abares estimou exportações de carne bovina de 1,085 milhão de toneladas na atual temporada, alta de 7 por cento ante um ano antes.

O aumento da demanda da China, onde se espera que o consumo da carne bovina australiana salte 74 por cento ante um ano atrás, deverá liderar o crescimento das exportações.

A China vai consumir 160 mil toneladas de carne bovina da Austrália nesta temporada, tornando-se o terceiro maior consumidor de carne bovina do país, disse a entidade.

(Reportagem de Colin Packham)