boi Archives - Sementes Agromax

Vacas de leite

Oferta de fêmeas aumenta e ajuda a pressionar cotações da arroba em MS. Preços só não despencam por boas exportações de carne

Notícias | Deixe um comentário

No Mato Grosso do Sul o mercado do boi gordo está bastante ofertado, promovendo recuos expressivos nos preços.

A gestora do departamento econômico da Famasul (Federação de Agricultura do Estado), Adriana Mascarenhas, explica que especialmente a participação de fêmeas tem sido motivadora das baixas.

Os meses de fevereiro e março marcam o fim da estação de monta, onde normalmente as vacas que não foram emprenhadas vão para descarte. Neste ano há o agravante da queda nos preços dos bezerros que favorecem o abate das fêmeas.

Na média da primeira quinzena de fevereiro o boi gordo no Mato Grosso do Sul foi comercializado a R$ 133,23/@ uma queda de 3,1% em relação aos preços praticados há um ano, em torno de R$ 137,40/@. Na vaca a média é de R$ 124/@, contra R$ 131,69/@ do ano passado, recuo de 5,86%.

Mas, para Mascarenhas, embora a oferta seja um fator importante neste contexto atual de baixa, “o que tem comprometido mais é o desempenho da demanda interna”, diz.

As vendas internas representam 80% da produção nacional e nos últimos anos tem sofrido com a recessão econômica.

Diante do cenário baixista, a gestora conta que os pecuaristas estão “preferindo segurar o boi para acompanhar como será o comportamento de mercado”.

Mas, ressalta que é importante avaliar a tendência dos preços no médio prazo. Os contratos futuros na BM&F até outubro indicam arroba em queda, próxima de R$ 140.

“Agora, um fator que pode rever as cotações futuras é se continuarmos apresentando resultados positivos nas exportações”, diz Mascarenhas.

Em janeiro, os embarques do Mato Grosso do Sul apresentaram crescimento de 18,9% em volume e 26,9% na receita, se comparado ao mesmo período de 2016. Entre os principais destinos está o Chile e Honk Kong.

 

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas
mercosul

Mercosul Será Principal Região Exportadora de Carne Bovina em 2017

Notícias | Deixe um comentário

Os quatro países exportadores de carne bovina do Mercosul irão liderar o mercado internacional em 2017 com um total de 2,97 milhões de toneladas (peso carcaça), superando o número dos exportadores principais (NAFTA, Oceania e Índia, que exporta carne de búfalo), que não chegará a 2 milhões de toneladas, de acordo com as projeções realizadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Se os números do USDA se confirmarem, será o maior volume exportado pela região desde 2007, há 10 anos. O aumento seria de 130 mil toneladas, das quais 100 mil a mais sairiam do Brasil (com total de 1,95 milhões de toneladas), 25 mil da Argentina (235 mil toneladas) e 5 mil do Paraguai (395 mil toneladas). As exportações uruguaias devem permanecer estáveis, com 385 mil toneladas.

No caso dos países do NAFTA, o USDA também projeta aumentos no saldo exportável. O principal crescimento se dará nos Estados Unidos, com 73 mil toneladas a mais, totalizando 1,19 milhões. No entanto, a Oceania apresentará uma pelo segundo ano consecutivo, de 90 mil toneladas, com uma baixa de 60 mil toneladas das exportações australianas e 30 mil toneladas nas neozelandesas.

Por último, o potencial de exportação da Índia será moderado, de apenas 75 mil toneladas em 2017, totalizando 1,93 milhões de toneladas.

Por: Izadora Pimenta, com informações do ElAgro.com.py
Fonte: Notícias Agrícolas

 

recria+gado+corte

Mercado de Reposição Movimentado no Pará

Notícias | Deixe um comentário

Por Juliana Serra

A disponibilidade das pastagens no estado ainda dá suporte aos animais e isto faz com que os pecuaristas comecem a repor. O volume de negócios é bom, e oferta e demanda estão equilibradas. 

De acordo com o levantamento realizado pela Scot Consultoria, na média dos últimos doze meses, considerando todas as categorias de machos anelorados, houve aumento de 1,3% nas cotações. Em contrapartida, o bezerro desmamado (6@) apresentou queda de 3,0% no período.

A valorização do boi gordo, em igual intervalo, foi de 2,0%. Com isso, o poder de compra do pecuarista em relação à desmama melhorou.
Atualmente, o pecuarista consegue comprar 2,19 bezerros desmamados com a venda de um boi gordo de 16,5@ no Pará. No mesmo período de 2015, esta relação de troca era de 2,09. Alta de 5,1%.

Fonte: Scot Consultoria