Esalq Archives - Sementes Agromax

vida de gado

Superior a R$ 135,00 Indicador do boi atinge maior valor de série, diz Cepea

Notícias | Deixe um comentário

O Indicador do boi gordo ESALQ/BM&F Bovespa fechou a R$ 135,20 nesta terça-feira (21), o maior valor real da série do Cepea, iniciada em 1994, disse o (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em nota. Os valores foram deflacionados pelo IGP-DI de set/14.

De acordo com o Centro, até então, o recorde (real) do Indicador havia sido verificado em novembro de 2010, de R$ 134,94. Segundo pesquisadores do Cepea, os aumentos de preços são resultado da menor oferta, devido principalmente à seca, que vem prejudicando as condições das pastagens e, consequentemente, a engorda dos animais ao longo do ano, disse o Cepea.

“A carne (carcaça casada bovina, com osso) negociada no atacado da Grande São Paulo, também está valorizada. O preço médio desta terça-feira, de R$ 8,21/kg, só está abaixo da média verificada em novembro de 2010, de R$ 8,60/kg (recorde real)”.

Quanto à reposição (bezerro), o Indicador ESALQ/BM&F Bovespa (animal nelore, de 8 a 12 meses, em Mato Grosso do Sul) também vem registrando consecutivos recordes. Nesta terça, fechou a R$ 1.091,94, com o recorde real, de R$ 1.109,27, sendo atingido na semana passada, dia 14, disse o Cepea.

“O movimento de valorização do bezerro é visto desde o primeiro semestre de 2013, ainda que tenham havido recuos pontuais. Segundo pesquisadores do Cepea, esses reajustes têm sido puxados pela demanda de recriadores que se sentem estimulados pelos preços também em elevação do boi gordo. Além disso, a oferta de bezerros tem sido pressionada pelo abate de matrizes. Em 2013, segundo dados do IBGE, foram abatidas 14,46 milhões de vacas e novilhas, recorde que superou em 10% o máximo até então registrado em 2006″.

Fonte da Noticia: G1 – portal globo.com

 

 

bezerro

BOI/CEPEA: Bezerro, arroba e carne são negociados em patamares recordes nominais

Notícias | 1 Comentário

Os preços do bezerro, da arroba do boi gordo e da carne têm subido no mercado brasileiro, atingindo novos patamares recordes nominais, segundo dados do Cepea. Para o bezerro, o Indicador ESALQ/BM&F Bovespa (animal nelore, de 8 a 12 meses, Mato Grosso do Sul) acumula forte alta de 11,51% na parcial deste ano (até o dia 19), fechando a R$ 979,05 nessa quarta-feira, 19. Esse é o maior patamar nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 2000. Em termos reais (valores deflacionados pelo IGP-DI de fevereiro/14), a média da parcial de março, de R$ 922,76, é a maior desde junho de 2010, quando o preço real foi de R$ 925,25. No mercado de boi gordo, com seguidos recordes nominais, o Indicador ESALQ/BM&F Bovespa (estado de São Paulo) acumula alta de 10,03% neste ano, encerrando essa quarta-feira a R$ 126,28, também o maior, em termos nominais, da série histórica do Cepea, iniciada, neste caso, em 1997 (CDI). A elevação no preço em 2014, inclusive, é uma das maiores registradas para o período, considerando-se toda a série, atrás somente da verificada em igual intervalo de 1999, quando o Indicador subiu 11,3%. Em termos reais, a média parcial do Indicador do boi de março, de R$ 123,14 é a mais alta desde dezembro de 2010, quando foi de R$ 124,33. No mercado atacadista de carne com osso, a carcaça casada bovina negociada na Grande São Paulo se valorizou 6,05% neste ano, cotada a R$ 8,24/kg nessa quarta-feira – o maior patamar nominal de toda a série histórica do Cepea para este produto (iniciada em 2001) foi observada nessa terça-feira, 18, de R$ 8,32/kg. Em termos reais, a média de março, de R$ 8,13/kg, é a maior desde novembro de 2010, que foi de R$ 8,57/kg. Segundo pesquisadores do Cepea, as fortes altas registradas ao longo dos últimos meses decorrem da oferta restrita, resultado da dificuldade para recuperação das pastagens, em decorrência da seca, e consequente engorda dos animais.  (Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br ).